Cólica do Lactente

colica-do-lactente

Normalmente, a cólica do lactente é definida como crises de irritabilidade, agitação e choro inconsolável por pelo menos três horas por dia, ocorrendo em mais de três dias na semana, por no mínimo três semanas. Além disso, outros sintomas podem estar presentes como, por exemplo, transpiração e extremidades frias. Geralmente surgem por volta da segunda semana de vida, desaparecendo até o quarto ou quinto mês.

 

Causas de cólica do lactente

 

As causas da cólica do lactente ainda não são completamente conhecidas, mas têm-se observado que o bebês nascidos de parto normal ou então em aleitamento materno costumam ter menos cólicas. Portanto, isso pode sugerir que talvez haja uma relação com formação da flora intestinal. Esta possibilidade é reforçada, sobretudo, pelo fato de já ter sido constatado que a colonização do intestino é diferente nas crianças com cólica.

 

Veja também:

 

Além disso, outras possíveis causas são imaturidade do sistema nervoso, intolerância à lactose, alergia a proteína do leite de vaca e pega inadequada nas mamadas, por exemplo. Entretanto, uma avaliação minuciosa do caso pelo pediatra poderá indicar quais fatores podem estar envolvidos, direcionando, assim, o melhor tratamento.

 

Muitas vezes consegue-se uma boa melhora com medidas simples como a correção da técnica de amamentação ou modificações na dieta materna. No entanto, nos casos mais persistentes, o tratamento homeopático é uma opção a ser considerada.

Sobre

Elm é uma árvore imensa e forte, sua essência floral promove firmeza e dedicação quanto ao propósito de vida e atuação no mundo.

 

Foi através da busca e concretização de seus propósitos pessoais e profissionais que o casal de pediatras Paulo e Mariângela fundaram a Clínica Elm. Desde o início do consultório, há mais de 20 anos, eles perceberam que se identificavam com a puericultura, e procuravam orientar as famílias na construção de um estilo de vida saudável.

Entre em contato